QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS

QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS

 

     O ensinamento de Jesus para amarmos o próximo significa amarmos indistintamente todas as pessoas. Para não haver dúvida ensina o Mestre para amarmos inclusive os inimigos. Porém, quando verificamos tantos realizando coisas deploráveis fica difícil compreendermos essa recomendação.

     No sentido de superar essa dificuldade podemos começar com uma pergunta: quando Jesus pede para amarmos o próximo ele diz para amarmos as pessoas ou aquilo que elas fazem? Sem dúvida afirma para amarmos as pessoas, todas filhas de Deus igualmente merecedoras de receber essa consideração.

      Nossa escolha em amar o próximo ocorre em função do que as pessoas fazem. E diante de tantas coisas equivocadas que fazem acreditamos que somente merecem nosso amor as criaturas que consideramos boas ou que pelo menos pertençam ao nosso núcleo de relacionamento mais próximo como nossa família.

    Em relação àquilo que as pessoas fazem Jesus não solicita nossa aprovação ou reprovação. É certo que deve haver distinção de nossa parte em relação às ações que observamos.

Minha consideraçâo é para fazermos clara distinção entre “O que somos e o que fazemos”.