COMO FAZER AS PESSOAS SE SENTIREM IMPORTANTES

 

           Há algo em comum no egoísmo e no altruísmo: o interesse. Associa-se o interesse como algo exclusivamente relacionado ao egoísmo. Temos receio em reconhecer isso em decorrência das insistentes afirmações para que façamos o bem de maneira incondicional, portanto, destituído de qualquer tipo de interesse.

            Essa imposição está em desacordo com a lei que assegura que sempre colhemos o resultado de nossas semeaduras. A colheita não é restrita às más semeaduras, está presente em qualquer semeadura que fizermos. Não há como fazer o bem sem que colhamos o resultado. Recomendação correta é não cobramos qualquer tipo de retribuição daquele que ajudarmos. A vida sempre irá se encarregar da retribuição. A boa semeadura permite colhermos em dobro ou até mais.

            O que é necessário considerar é a qualidade do interesse. Este será legítimo se fizermos aos outros o mesmo que desejarmos para nós.

            Os interesses presentes nas ações altruísticas atendem a esse imperativo, enquanto o egoísmo visa ao exclusivo interesse do autor da ação.

            Compreender que sempre colocamos nossos interesses em primeiro lugar é a chave que abre as portas nos relacionamentos.

            Dos interesses das pessoas destaca-se aquele de serem consideradas importantes pelo que fazem, têm ou são. É a busca da autoestima. Condição que decorre das pessoas confiarem na capacidade de fazerem coisas e sentirem-se merecedoras de consideração pelos  resultados que alcançarem.

            Em nossos relacionamentos temos que considerar que as pessoas estão muito interessadas nelas mesmas. Portanto, o principal objetivo é falarmos sobre elas se  quisermos ser bem sucedidos. Falemos sobre temas de interesse delas: sentimentos, família, amigos, status, necessidades, opiniões e pertences. Sobre essas questões a nosso respeito falar apenas quando formos indagados.

            Quando procurarmos fazer com que as pessoas sintam-se importantes devemos fazer isso de forma legítima. Destacaremos aquilo que favoreça a pessoa e seja, ao mesmo tempo, verdadeiro.
Em razão da lei da semeadura, quando destacarmos aspectos que favoreçam a autoestima das pessoas teremos assegurada a mesma consideração em relação a nós.

            Para fazermos as pessoas sentirem-se importantes, usaremos diversas habilidades. Entre elas a capacidade de elogiarmos as pessoas.

            Elogiar o comportamento, a aparência e aquilo que a pessoa possuir. Isso requer tenhamos capacidade de reconhecer o que legitimamente é merecedor de elogio.
            Ao formularmos um elogio comecemos com a citação do nome da pessoa. Isso aumenta a credibilidade, que poderá ser reforçada se dissermos também o que justifica o elogio.

            Ouvir de forma eficaz é outra habilidade que valoriza as pessoas. Ouçamos de forma ativa, não interrompamos, fiquemos dentro do assunto de interesse deixando a pessoa terminar de falar.

            Saber agradecer nas situações em que formos merecedores de algum tipo de consideração é também recurso para realçarmos a importância das pessoas.

 

Como fazer as pessoas se sentirem importantes - Unknown Artist
00:00 / 00:00